Notícias e reportagens


Track & Field Run Series

Inscrições abertas!

Runners,

Já estão abertas as inscrições para a Track Field Run Series 2009, em São Paulo. Além das 3 etapas na capital paulista, a TFRS marcará presença também no Rio de Janeiro, Porto Alegre, Brasília, Belo Horizonte, Campinas, Curitiba, Florianópolis e Ribeirão Preto. O valor das inscrições é de R$110,00 e podem ser feitas no site da Ativo ou na loja Track & Field Villa-Lobos.

E é justamente sobre este valor da inscrição que eu gostaria de comentar. R$110,00 é um valor absurdo para uma corrida de rua. Diante de tanta indiganação frente a esta abusiva taxa de inscrição, entrei em contato com a Latin Sports, empresa que organiza a TFRS para saber o porquê deste valor. Vejam abaixo a nossa conversa e tirem suas próprias conclusões.

Um grande abraço,

Rogério Lagos

Corra, galera, corra!:

Caros,

Meu nome é Rogério Lagos, estudante de jornalismo e corredor de rua. Tenho um blog no qual falo sobre corrida com notícias, reportagens e experiências pessoais, sempre zelando pelo meu nome, sem elogiar ou criticar sem fundamento qualquer prova ou organização.

Diante disso, gostaria muito de conversar com alguém da organização da Track & Field Run Series para entender os critérios que tornam a inscrição da prova tão cara. Acredito que R$110,00 para correr 10K ultrapassa os limites do bom senso e do nosso objetivo principal ao participar de uma corrida: Praticar um esporte em busca de uma vida saudável.

Fico no aguardo de um breve contato de vocês.

Grato desde já pela atenção,

Rogério Lagos

Fernanda Curti, Latin Sports:

Prezado Rogério,

Primeiramente, agradeçemos por ter nos contatado para propor esse questionamento, acreditamos que o debate seja uma forma saudável de expor todas as variáveis de um fato.

Como corredor você provavelmente conhece o TFRS, um circuito de corridas de rua que nasceu em 2004 com uma proposta diferente. A idéia é que o circuito proporcione ao corredor uma estrutura diferenciada, se destacando das demais corridas de rua que hoje acontecem em São Paulo. A parceria da TF com o Shopping Villa Lobos tem o objetivo de agregar conforto, comodidade e segurança ao atleta, que pode usufruir da estrutura do shopping com estacionamento grátis, banheiros e local para alimentação. Depois de 4 anos realizando o Track & Field Run Series por todo o país, pudemos constatar que se trata de uma fórmula que agrada aos corredores, desde os profissionais até os iniciantes. O kit atleta oferecido pela TF ainda conta com uma camiseta exclusiva thermodry e outros brindes de parceiros que certamente entram na lista dos diferenciais da prova.

Todas os itens descritos anteriormente constituem a proposta do evento, porém, acreditamos que e exclusividade da prova, ou seja, o fato de ser limitada a 2.500 atletas é o que a torna mais atrativa. O percurso predominantemente plano desenhado para a prova, aliado ao número limitado de competidores, proporciona uma corrida tranqüila ao atleta, que precisa preocupar-se apenas com o seu desempenho. E é nesse ponto que queremos chegar. Com o passar dos anos tivemos muitos reajustes por parte dos fornecedores e, neste ano de crise, não foi diferente. Para que pudéssemos viabilizar a prova e garantir a realização das 3 etapas em São Paulo, foi necessário acrescer o valor da inscrição, uma vez que priorizamos manter o conforto de uma prova limitada e não capitalizar novas inscrições.

Com este valor conseguimos manter o circuito na cidade de São Paulo, equalizando os custos envolvidos nesta prova, sem mexer na fórmula que constitui o evento, a qual tem sido aprovada pelos atletas.

Estamos dispostos a novos esclarecimentos caso se façam necessários.

Atenciosamente,

Fernanda Curti
Latin Sports

Corra, galera, Corra!:

Olá, Fernanda,
 
Muito obrigado por responder o meu questionamento a respeito do alto preço de inscrição da TFRS. Entendo perfeitamente o ponto de vista da organização, mas não concordo. Sei que é uma prova diferenciada, com bons brindes e com uma camiseta produzida com excelente material, mas mesmo a Circuito das Estações Adidas, a Nike Human Race e a Fila Night Run, por exemplo, que também contam com diversas vantagens, mantém o preço de inscrição em um patamar aceitável.
 
Se os corredores querem correr provas da Adidas, Nike, Fila, Track & Field, já vão sabendo que o custo será maior, obviamente, mas R$110,00, desculpem, é um exagero, independentemente da crise financeira mundial.
 
Me atentei a dois detalhes de seu e-mail: ” o fato de ser limitada a 2.500 atletas é o que a torna mais atrativa”. “Com este valor conseguimos manter o circuito na cidade de São Paulo, equalizando os custos envolvidos nesta prova, sem mexer na fórmula que constitui o evento, a qual tem sido aprovada pelos atletas”.
 
Esses trechos, na minha opinião, infelizmente confirmam a idéia de que a TFRS é uma corrida para elite. É claro que as pessoas que podem pagar um valor como esse preferem correr apenas com 2.500 participantes. E é mais claro ainda que esta fórmula tem sido aprovada por eles. Afinal, apenas corredores “selecionados” poderão participar da prova.
 
Creio que as corridas de rua, não apenas a TFRS, estão aos poucos elitizando um esporte que é praticado de tênis, shorts e camiseta. Um esporte que nasceu popular e que consegue unir multidões em prol de um objetivo singular.
 
Porque a organização não cria uma outra categoria de inscrições, em que o atleta poderá participar da corrida, tendo direito apenas a medalha de finisher, frutas e os postos de hidratação? Isso que me faz pensar que a classe menos favorecida – e majoritária – realmente está sendo excluída da TFRS. Lamentável.
 
Mesmo assim, grato pela atenção. Não é sempre que as empresas abrem espaço para críticas, e melhor, a respondem com todo o respeito que merecemos. Neste quesito vocês estão de parabéns.
 
Um abraço,
 
Rogério Lagos

Anúncios

fila-night-runRunners,

Já estão abertas as inscrições para a Fila Night Run 2009, prova que contará com cinco etapas, sendo duas em SP, uma no Rio, Brasília e Belo Horizonte. Em sampa a correria tem início dia 16 de maio e o fim em 7 de novembro. Os cariocas poderão correr a noite no dia 8 de agosto, ao contrário dos brasilienses, dia 30 de maio. Já os mineiros poderão encarar os 5K ou 10K da prova no dia 29 de agosto.

Pelo o que pude notar no regulamento, nada foge do habitual. O kit contará com uma camiseta de poliamida de manga longa, número de peito, alfinetes, chip de cronometragem e uma revista da editora Esfera BR mídia. Os atletas deverão retirá-los no mesmo dia da prova, horas antes da largada, que acontece às 20h, na USP.

O detalhe negativo, no entanto, fica por conta do valor da corrida: R$60,00. Já percebi que as provas organizadas pela O2 / Iguana Sports costumam ser salgadas… Infelizmente esse mero detalhe acaba limitando os participantes. Não é todo mundo que tem esse dinheiro para gastar em 1 hora, por mais que seja em uma atividade prazerosa como a corrida. Eu mesmo vou me dar esse “luxo” este ano, uma vez que nunca corri uma noturna e tenho isso como um objetivo, mas no ano que vem com certeza vou deixá-la de lado e prestigiar as que mais se adequarão ao meu bolso…

E aí, alguém topa enfrentar mais este desafio (e a carteira também) ???

Um grande abraço,

Rogério Lagos

blogg-destakRunners,

Alguém já leu o jornal Destak de hoje? Pois é… o Corra, galera, corra! foi divulgado no jornal!!! Legal, né?

Poxa… fiquei feliz! Eu nem consegui ainda fazer uma boa divulgação do site e já posso contar com o apoio do Destak!

Estou ainda mais animado para os próximos 8K, em Osasco, domingão!

Caso não tenham o jornal em mãos, entrem no site do jornal Destak e vejam, na seção “Seu Destak”.

Um grande abraço,

Rogério Lagos

Adriano Bastos vence pela sexta vez a Maratona Disney

Adriano Bastos vence pela sexta vez a Maratona Disney

Runners,

No último domingo, 11 de janeiro, aconteceu a Maratona Disney, em Orlando, Flórida, nos EUA, e pela quinta vez consecutiva, seis ao todo, os 42,195 km da prova foram vencidos pelo brasileiro Adriano Bastos.

Com o espírito de corredor aflorado desde os 13 anos, quando participou pela primeira vez de uma competição – na ocasião foram 3Km em 15′ – Bastos cruzou a linha de chegada em solo americano depois de transcorridas 2:20:37.

Diferentemente dos anos anteriores em que liderou a prova com tranquilidade desde o início, o atleta brasileiro sofreu com a perseguição de um adversário até o km 16. “Foi uma prova diferente do que estou acostumado, pois pela primeira vez sofri a pressão de um atleta ao meu lado, e isso justo num dia em que senti que eu não estava muito bem”, diz Adriano.

Mesmo assim, Adriano Bastos, o “Rei da Disney”, com suas bandeiras e orelhas de pateta, pôde comemorar pela sexta vez a vitória da Maratona Disney

CURIOSIDADE

Runners,

Deixando o texto jornalístico de lado, acho válido ressaltar um detalhe sobre minha primeira impressão sobre Adriano Bastos, o “Homem das Estrelas”.

Pois é… Naquela prova do CIEE, de agosto do ano passado, em que participei pela primeira vez de uma corrida de rua, fiquei reparando nos corredores profissionais, claramente reparáveis com suas vestimentas, adereços e patrocínios estampados pelo corpo. Coincidentemente o que mais me chamou a atenção foi Bastos. Reparei que aquele corredor possuia uma estrela em cada ombro, tatuagem curiosa para aquele outdoor do Pão de Açucar ambulante, pensei.

Conversando com meu amigo, decidimos “apostar” em um vencedor. Não pensei duas vezes e coloquei minhas fichas no “Homem das Estrelas”…. rsrs…. engraçado… Quando eu passava pelo km 4, pude vê-lo passando pela pista oposta, alcançando o km 8, com um pique invejável, enquanto eu já caminhava desesperado atrás de água…

Adriano, à esquerda

Adriano, à esquerda

Ao passar pelo km 5 não pude deixar de reparar em sua generosidade ao diminuir a passada para cruzar junto com outro corredor a linha de chegada do 2º Troféu Mário Amato. Eu tinha certeza que veria aquele corredor novamente em podiuns…

Parabéns Adriano!

Runners,

Pra quê, e porquê correr?

Na edição de março/2008 – última por sinal, infelizmente – da revista Running BR, havia uma matéria de capa com 42 bons motivos para correr. Seria um pouco estranho de minha parte elogiar a matéria, uma vez que fui o autor, mas posso afirmar que, além de ter dado um trabalhão, rendeu-me bons frutos. Dinheiro? Nem um centavo. Redigir essa reportagem acendeu em mim a chama da corrida, ação, digamos, extremamente mais rentável, principalmente a longo prazo.

Leiam abaixo a matéria na íntegra! Fora 6 páginas produzidas especialmente para aqueles que vêem na corrida apenas uma forma monótona de atividade física. Espero que essa reportagem, assim como funcionou comigo, elimine essa definição errônea da corrida, ative a endorfina de seu corpo e auxilie em seu desenvolvimento como corredor iniciante.

chrun_capa_5242 BONS MOTIVOS PARA CORRER

São muitos os argumentos que lhe empurram para a corrida, desde a busca pela saúde física, mental, estética até à potência sexual

Antigamente, era normal abrir as janelas e ver carros, ônibus, motos e pessoas apressadas caminhando para lá e para cá nas grandes ci­dades brasileiras. Nos dias de hoje, a paisagem es­tá bem diferente e as grandes metrópoles contam com uma figura nova: o corredor de rua.
A verdade é que a cor­rida está cada vez mais se solidifi­cando como o esporte das massas, uma vez que pode ser caracterizada como uma atividade simples, que requer ape­nas shorts, camiseta, um bom par de tênis e muita dis­po­sição. (mais…)