Runners,

Essa foi para lavar a alma!

Por mais que a semana de muitos tenha sido conturbada, a Fila Night Run serviu para livrar os corredores de todos os males… Que chuva!

A corrida estava marcada para às 20h, mesmo horário em que os primeiros pingos começaram a cair na USP. Próximo ao km 1 a pancada caiu de vez. Uma chuva torrencial invadiu a prova para a alegria de alguns e tristeza de outros. A cada trovão gritos de entuasiasmo e desespero misturavam-se com o barulho das poças e dos alertas de “cuidado” de alguns corredores para outros ao avistarem buracos no percurso que dificilmente eram vistos a noite, principalmente com as ruas alagadas.

Corri a prova inteira no encalço do Ricardo, presidente da PlayTeam. Sinceramente ele foi fundamental para mais uma quebra de recorde pessoal. Completei os 10Km em 01:00:21, 35 segundos abaixo da minha prova de Itanhaém, em 26.04. O incentivo durante a prova foi constante. A todo o momento, mesmo alguns metros a frente, eu o ouvia gritar meu nome, justamente para eu não desanimar. Isso sem falar no incentivo a todos os poucos, porém presentes Plays no evento. Em um determinado momento da corrida, próximo ao km 8, ele ainda me esperou, pois havia se distanciado bastante de mim… Enfim… OBRIGADO, PRESA!!

O detalhe negativo dessa corrida fica por conta da bagunça na largada… Para uma prova da Fila eu esperava uma organização inicial um pouco melhor, mas tudo bem…

Já no dia seguinte, às 08h, lá estava eu novamente, deste vez no Ibirapuera, para correr mais 10Km do GRAAC. Evento Corpore é sinônimo de PlayTeam! A tenda estava mais uma vez lotadíssima de alegria e entusiasmo, ingredientes estes que não faltaram durante a prova.

Mais aqui fica o meu alerta: Alegria e entusiasmo demais também são prejudiciais. Empolgado com a ideia de correr as duas, não me preocupei com meu estado físico e “quebrei” no início da corrida. Eu sabia que não ia agentar correr as duas no mesmo ritmo, mas quebrar do jeito que quebrei foi demais… não conseguia tirar o pé do chão… parecia que pesava uns 100kg cada um!

Tive de deixar o Marcão, a Márcia e o edu dispararem… O Ricardo, mais uma vez, me acompanhou. Seja pelo companheirismo Play de sempre, seja pelo fato de ter quebrado também. Ou um pouco dos dois, o que eu acho mais provável… rsrs. Próximo ao km 6 o Edu apareceu na contra-mão com um copo de água e um gel, presente irônico do Marcão! hahahaha… Esse cara é uma figura! Gosto muito dele… VALEU MARCÃO!

E não é que o gel funciona mesmo? Me senti bem no fim da prova, próximo ao km 9. Conseguiria correr os 1.000 metros finais no meu ritmo na boa, mas eu e o Ricardo havíamos decidido apenas curtir o fim da corrida, além de acompanhar outro guerreiro incansável da PlayTeam, o Robão! Grande Robão!

Terminamos os três juntos a prova. Foi bem bacana… Vejam vocês mesmos no vídeo abaixo. Reparem o sprint final do “Triple R” rsrs…

próxima parada: Santos!

Um grande abraço,

Rogério Lagos

Anúncios